José Sócrates vem ao Alentejo em Fevereiro presidir à adjudicação da Concessão Baixo Alentejo

26 01 2009

Depois do cancelamento da visita, prevista para este mês, o Primeiro-ministro vai deslocar-se, em Fevereiro, à vila de Ferreira do Alentejo para presidir à adjudicação da Concessão do Baixo Alentejo, apurou à Rádio Pax junto de fonte próxima do Gabinete de José Sócrates.Em Dezembro passado o Governo anunciou que a Concessão Baixo Alentejo foi adjudicada ao Consórcio Grupo Rodoviário do Baixo Alentejo, liderado pela Edifer. Segundo o Governo, “a escolha deste concorrente fundamentou-se na melhor classificação obtida em relação aos Critérios de Avaliação do Programa de Concurso”.A proposta do consórcio vencedor resulta num esforço financeiro para a Estradas de Portugal, SA de 287 milhões de euros. De acordo com o Ministério das Obras Públicas, a Concessão prevê a construção de uma nova auto-estrada entre Sines e Beja (IP8), parcialmente portajada, além da construção do IP2 entre Évora e S. Manços e da ER261-5 entre Sines e Santo André, bem como a beneficiação e conservação de outras estradas já em serviço.

Fonte: Rádio Pax

Anúncios




TVI 24: Canal de Televisão da estação de Queluz arranca dia 20 de Fevereiro

13 01 2009

Com o arranque previsto para 20 de Fevereiro, pouco se sabe sobre o canal de notícias da TVI. Inovador, com comentadores exclusivos, mais reportagem e respeito pelas fronteiras do jornalismo são algumas das expectativas.
Há muito que se aguardava a criação de um canal de informação na estação de Queluz. Depois de ter sido anunciado para os últimos anos, o TVI 24 vai, finalmente, começar a emitir a 20 de Fevereiro. Além de ser dirigido pelo jornalista João Maia Abreu, não são muitos os dados revelados pela TVI sobre o projecto. José Eduardo Moniz, director-geral, disse recentemente que a nova emissão terá um espírito diferenciado do dos canais já existentes, sem se esgotar nos noticiários, e com “programas variados”.
Questionados pelo JN, o jornalista Paulo Querido, a investigadora na área dos média Felisbela Lopes, e o também jornalista e comentador Carlos Magno deram algumas pistas sobre o que gostariam que fosse o novo canal.
Na opinião do primeiro, é provável que a TVI continue a desenvolver a reportagem nacional, área onde tem investido. Actualmente considera o jornalista, no cabo, apenas o “60 minutos”, da SIC Notícias, pode ser considerado como um programa de reportagens, mas com a particularidade de não serem portuguesas. Nos generalistas, a criação do “30 minutos” pela RTP1 é “insuficiente”.
Paulo Querido espera que a estação marque a diferença ao criar mais espaço para o jornalismo temático, como, por exemplo, o que aprofunda as matérias de ciência ou a tecnologia, área onde este último tem desenvolvido a sua actividade profissional.
No que diz respeito à criação de programas, o jornalista “teme” que acabe por ser uma réplica das emissões sobre o social e o “mundo cor-de-rosa”, já existentes, até na própria TVI (“Deluxe”). “Tem olhos garantidos, mas será uma pena se assim for”.
Esta posição não é partilhada por Felisbela Lopes. A docente da Universidade do Minho diz não ver problema em que se “operem sinergias com as revistas cor-de-rosa do grupo, desde que se “respeite a privacidade”. Aliás, a integração na grelha de rubricas como o “Proteste já” (do programa “Caia Quem Caia”), é uma questão que encara “de forma mais cautelar”, bem como situações que coloquem em risco as “fronteiras do jornalismo”.
A investigadora considera positivo que o canal vá “além do registo noticioso”, que invista na reportagem e discuta a actualidade, tornando mais democrática a opinião dos espectadores.
Para Carlos Magno, a opinião, mas a de comentadores convidados, pode ser um dos atractivos do TVI 24, desde que sejam exclusivos da estação. “Estou farto de ver as mesmas pessoas a circular de umas televisões para as outras, repartindo o seu pensamento com os diversos projectos editoriais”.

Fonte: Jornal de Notícias





Pires dos Reis é o candidato do PSD à Câmara de Beja

13 01 2009

De acordo com notícia avançada hoje pela Rádio Pax de Beja, José Pires dos Reis é o candidato do Partido Social Democrata à autarquia de Beja nas próximas eleições autárquicas.

A decisão foi tomada ontem na reunião da comissão política concelhia do Partido Social Democrata. José Pires dos Reis tem 46 anos e é docente na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Beja (ESTIG). Pires dos Reis está a realizar o Doutoramento em Gestão. É Mestre em Contabilidade, tem duas Pós-Graduações (em Contabilidade e em Administração Pública e Desenvolvimento Regional) e Licenciatura em Organização e Gestão de Empresas. José Pires dos Reis foi vice-Presidente do Conselho Directivo da Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Liderou a concelhia de Beja do PSD onde cumpriu dois mandatos. Entre 2003 e 2006 presidiu o Conselho Fiscal da Fundação Nobre Freire, em Beja. Actualmente é Coordenador do curso de Gestão de Empresas da ESTIG. O candidato do partido “laranja” tem colaborado com a Rádio Pax, integrando o painel semanal de comentadores. José Pires dos Reis, pelo PSD, e Jorge Pulido Valente, pelo PS, são os dois candidatos conhecidos à presidência da Câmara de Beja.

Fonte: Rádio Pax




TDT portuguesa já tem site oficial

13 01 2009

A PT Comunicações (Portugal Telecom) já tem online o site oficial da futura Televisão Digital Terrestre. Recorde-se que, o novo sistema de transmissão televisiva convencional (recepção por antena terrestre) via digital, será inaugurado no dia 29 de Abril deste ano. Para o Alentejo a chegada está prevista lá para 2010. PORQUE SERÁ QUE O ALENTEJO TEM QUE FICAR PARA O FIM EM TUDO???

Que se saiba o emissor do Mendro é aquele que ainda liga via terrestre o nosso país à rede da Eurovisão e é dos mais importantes da espinha dorsal da rede de emissores portugueses!

Fica o link para os interessados: http://tdt.telecom.pt

Agradço ao meu amigo José Moreira pela informação prestada.

NM




Aeroporto de Beja: Obras decorrem a bom ritmo

9 01 2009

“Estão a decorrer a bom ritmo as obras do Aeroporto de Beja”, diz José QueirósO presidente da EDAB, Empresa de Desenvolvimento do Aeroporto de Beja, afirmou ainda que o empreiteiro apontou para Março deste ano o término da empreitada mas que essa data poderá ter alguns atrasos apesar de “não serem significativos”. Estão a ser construídos os terminais de passageiros e de carga, edifícios de serviços, bombeiros, material de placa e a portaria. “O avanço da obra é visível” acrescenta o presidente da empresa.Aeroporto de Beja deverá estar concluído neste primeiro semestre. O empreiteiro da obra aponta para Março mas José Queirós, Presidente da EDAB aponta para Junho.O investimento ascende a 33.1 milhões de euros.





Beja vai ter Retail Park este ano: Grupo Mateus lança City Park

9 01 2009

O Grupo Mateus vai avançar com construção de um “Retail Park” em Beja. O “City Park” de Beja será edificado junto ao futuro Shopping Vivacci. O investimento prevê a construção de 3 edifícios de 4.300m2, 3.500m2 e 1335m2, numa Área Bruta Locável total de 9.253 m2. Para o local estão previstos 581 lugares de estacionamento.Novembro é a data apontada para a inauguração do “City Park” de Beja.

A Decathlon, DeBorla e Norauto, são as marcas que deverão ocupar os três edifícios do City Park de Beja.
O investimento é anunciado na página online do grupo. Para além de Beja, está prevista a criação de um City Park em Torres Vedras. A estes juntam-se os que o Grupo já detêm em Chaves, Torres Novas, Leiria, Caldas da Rainha e Penafiel. O Grupo MATEUS tem como objectivo “satisfazer as necessidades básicas dos consumidores, desde a alimentação, limpeza, higiene e conforto”. O Grupo actua em cinco áreas: Imobiliária, Engenharia, Serviços, Turismo, Indústria e Internacional.
NM





Hipermercado Jumbo estuda instalação em Beja

9 01 2009

O Grupo Auchan, que em Portugal detém as marcas Jumbo e Pão de Açúcar, prepara-se para investir este ano 100 milhões de euros na abertura de novos hipermercados Jumbo em todo o país. Em declarações ao jornal da especialidade “Hiper Super”, Américo Ribeiro, director-geral do grupo, adiantou que Beja é uma das cidades onde o grupo poderá investir. “Ainda há várias localidades onde é possível estar, tais como Leiria, Évora, Beja ou Portimão”, disse. Actualmente, o Grupo Auchan possui 19 hipermercados Jumbo, cinco mini-hipermercados Pão de Açúcar, 18 lojas Box, duas ópticas Jumbo, 12 gasolineiras Jumbo e 16 espaços de saúde e bem-estar. O volume consolidado de negócios, em 2007, foi de 1.280 milhões de euros, mais 7,2% do que em 2006.

NM